Sindicato dos jornalistas pede explicações à PM-BA após policial atirar contra imprensa neste domingo

O Sindicato dos Jornalistas da Bahia (Sinjorba) emitiu uma nota repudiando e pedindo explicações à Polícia Militar da Bahia após policiais ameaçarem com tiros repórteres que cobriam o “surto” de um soldado neste domingo (28), no Farol da Barra.

“Espero que o Coronel Coutinho, comandante da Polícia Militar que há pouco assumiu, inaugure um novo tempo, onde a PM não enxergue os jornalistas como inimigos. Vamos procurá-lo para conversar sobre o ocorrido e pedir providências para que este tipo de intimidação e violência não se repita”, diz trecho do texto, assinado pelo presidente do sindicato, Moacyr Neves.

Os policiais empurraram, gritaram e atiraram para cima numa tentativa de afastar os jornalistas do local.

“O Sinjorba condena veementemente o comportamento dos policiais envolvidos neste lamentável episódio. Não havia qualquer necessidade de agir daquela maneira pois os jornalistas estavam trabalhando e não representavam qualquer ameaça aos PMs ou à operação. O fato apenas demonstra que os agentes de seguranca padecem de preparo para lidar com o trabalho da imprensa em um ambiente democrático”, diz o Sinjorba, em outro trecho da nota.

 

Da Redação: NCN=Nossa Conexão News com BNews

                                               

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: