Vacinação contra Covid-19 continua no feriado de 1° de maio em Alagoinhas

O combate ao novo coronavírus continua sendo prioridade das equipes de saúde em Alagoinhas neste feriado de 1º de maio, das 8h às 12h. “Não podemos parar. Neste sábado, vamos imunizar com a 1ª dose da AstraZeneca idosos acima de 60 anos, profissionais da educação, rodoviários, bombeiros e pacientes imunosuprimidos”, explica a secretária de saúde, Rosânia Rabelo.

Pessoas idosas com 60 anos ou mais serão vacinadas no sistema drive thru, no Colégio Modelo, mediante RG, CPF e cartão de vacinação. Para garantir a imunização, trabalhadores da educação com 40 anos ou mais podem se dirigir ao Colégio Municipal de Alagoinhas com RG, CPF, cartão de vacinação e último contracheque. É necessário que os nomes desses profissionais constem nas listas enviadas pelas instituições de ensino. Ainda há instituição que não enviou lista para a Central de Imunização e isso pode impedir a vacinação dos seus trabalhadores.

Outro público que será vacinado com a 1ª dose neste sábado (1) é o de rodoviários com 50 anos ou mais. Essa imunização acontece no Carneirão mediante apresentação de RG, CPF, cartão de vacinação e o nome da pessoa deve estar na lista disponibilizada pela instituição.

Pacientes imunossuprimidos continuam sendo vacinados na Central de Imunização e devem levar RG, CPF, cartão de vacinação e relatório da comorbidade. Confira a lista de comorbidades das pessoas que fazem parte desse grupo:

Pessoas vivendo com HIV; doenças reumáticas imunomediadas sistêmicas em atividade e em uso de dose de prednisona ou equivalente >10mg/dia ou recebendo pulsoterapia com corticoide e/ou ciclofosfamida; demais indivíduos em suo de imunossupressores ou com imunodeficiências primárias; pacientes oncológicos que realizaram tratamento quimioterápico ou radioterápico nos últimos 6 meses; neoplasias hematológicas; lúpus; artrite reumatóide; doença de crohn; esclerose múltipla; vitiligo; tireoidete de hashimoto (hipotireoidismo); doença de graves (hipertireodismo); psoríase; púrpura trombocitopênica idiopática (PT1); hepatite autoimune; síndrome de guillain-barré; granulomatose de wegener, vasculites; miastenia gravis; doença celíaca-enteropatia por gléten; esclerodermia; doença de behçet; anemia hemolítica autoimune; cirrose biliar primária; espondilite anquilosante; doença de addison; síndrome antifosfolipídica autoimune; dermatite herpetiforme; febre familiar de mediterrâneo; glomerulonefrite por IGA; glomerulonefrite membranosa; síndrome de goodpasture; síndrome miastênica de lambert-eaton; oftalmia simpática; penfigóide bolhoso poliendocrinopatias; púrpura autoimune; doença de reiter tireoidite autoimune; síndrome antifosfolipidica; espondilite anquilosante; retocolite ulcerativa; síndrome de churg-strauss; sarcoidose; síndrome de vog-koyanagi-harada.

 

Da Redação: NCN=Nossa Conexão News com SECOM

Fonte: SECOM | Foto: Roberto Fonseca

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: